TUDOR BLACK BAY P01, o relógio lendário

Imagem da notícia: TUDOR BLACK BAY P01, o relógio lendário

Como outros modelos na gama Black Bay, o P01 adota os característicos ponteiros angulares, conhecidos entre os colecionadores como “Snowflake”, que apareciam no catálogo da marca de 1969. Resultado de combinações discretas de códigos de uma estética tradicional e relojoaria contemporânea, a linha Black Bay está longe de ser simplesmente uma reedição de um clássico. Reúne mais de 60 anos de herança de relógios de mergulho TUDOR, decididamente enraizada no presente.

O espírito do protótipo

O sistema de elos articulados no protótipo foi alvo de uma patente em 1968, que abrangia um sistema de desmontagem e bloqueio para a luneta que visava auxiliar na manutenção do relógio. O modelo Black Bay P01 não reproduz literalmente este mecanismo, mas faz dele uso livre, facultando um sistema de bloqueio para a luneta giratória bidirecional através de um elo móvel posicionado às 12 horas. O Black Bay P01 é estanque até aos 200 metros e dispõe de funções de data, horas, minutos e segundos. Vem equipado com um mostrador côncavo em preto mate e marcadores de horas luminescentes. Respeitando a estética e praticidade do protótipo que a inspirou, a caixa tem um acabamento totalmente mate e acetinado.

O Calibre de Manufatura MT5612 que movimenta o modelo Black Bay P01 dispõe de funções de data, horas, minutos e segundos. Os seus acabamentos são típicos dos Calibres de Manufatura TUDOR. O seu rotor tem acabamento acetinado e detalhes conseguidos a jato de areia, e as suas pontes e placa dispõem de superfícies com acabamento polido a jato de areia e decorações a laser. A sua estrutura foi concebida para garantir robustez, longevidade e fiabilidade, à imagem do seu oscilador de inércia variável, mantido por uma sólida ponte transversal com um ponto de fixação duplo. Graças a estas qualidades, em conjunção com uma espiral de silício não magnético e uma reserva de marcha de 70 horas, o Calibre MT5612 está certificado como cronómetro pelo Swiss Official Chronometer Testing Institute (COSC).

Uma bracelete híbrida em borracha e pele

A bracelete desenvolvida para o modelo Black Bay P01 tem uma base em borracha com o padrão “Snowflake” na parte de trás e acabamento em pele castanha. Segundo o espírito do protótipo de época, os acessórios móveis em aço com acabamento acetinado unem a bracelete à caixa do relógio.

Um protótipo histórico reinterpretado

Em 1967, a TUDOR, que até então tinha fornecido relógios de mergulho à marinha norte-americana desde o final da década de 50, começou a desenvolver um modelo inovador. Este novo relógio precisava de cumprir um conjunto de especificações decretadas pelo governo norte-americano e incorporava os resultados dos estudos mais recentes sobre funcionalidade e ergonomia realizados pelos engenheiros da marca. A fase de desenvolvimento resultou no fabrico de protótipos, bem como de uma patente para uma função desconhecida até então. O projeto ambicioso, que tinha o nome de código “Commando”, nunca chegou a ver a luz do dia. Em 2019, o modelo Black Bay P01 da TUDOR – que significa protótipo 1 – inspira-se num protótipo desenvolvido como parte deste estudo e guardado nos arquivos da marca, cuja estética singular apenas ganharia vida e viria a ser produzida 50 anos mais tarde. O Black Bay P01 reflete a natureza exploratória do projeto, sendo um cruzamento entre um relógio de mergulho e um relógio de vela.

23 Junho 2021
Relojoaria

Notícias relacionadas

Italia Black por Giuliano Mazzuoli

A inspiração para este relógio veio quando Giuliano Mazzuoli olhou para um manómetro, que significa “medidor de pressão” em italiano.

Ler mais 27 Julho 2021
AtualidadeRelojoaria