Frederique Constant revela o novo Highlife Skeleton Automatic

Imagem da notícia: Frederique Constant revela o novo Highlife Skeleton Automatic

Numa edição limitada a 888 peças, a nova coleção é um “hábil trabalho de esqueletização” das linhas destes novos modelos Swiss Made.

Para a marca, a coleção Highlife o trabalho de esqueletização representa um “desafio técnico, porque o calibre é atualizado através de pequenas aberturas, tão numerosas e delicadas, feitas sem o menor ângulo para respeitar a forma redonda e a harmonia da terra”.

O desafio na construção destes modelos foi também estético, já que, segundo a marca a “esqueletização é uma prática relojoeira pouco comum, que tradicionalmente não se concentra apenas no mostrador muito menos na parte central”.

A coleção Highlife Skeleton Automatic apresenta nos seus relógios um movimento FC-310 automático, 38 horas de reserva de marcha, 26 rubis, com uma caixa em aço polido escovado, 41 mm de diâmetro, vidro de safira convexo, fundo de caixa transparente, num relógio resistente água até 50 metros.

Os novos modelos de Frederique Constant apresentam um mostrador esqueletizado, o disco azul com graduação de segundos impressos em branco, índices prateados com tratamento luminoso branco, ponteiros das horas e dos minutos polidos prateados, com tratamento luminoso branco, ambos polidos à mão.
 

9 Setembro 2021
AtualidadeRelojoaria

Notícias relacionadas

Jaeger-LeCoultre anuncia workshop de descoberta dedicado ao Reverso

A Jaeger-LeCoultre anunciou um novo Workshop de Descoberta disponibilizado pelo Atelier d’Antoine a partir de novembro deste ano. Como o ano de 2021 marca os 90 anos do nascimento do Reverso, “este programa surge como uma rara oportunidade para descobrir a história de um verdadeiro ícone da relojoaria, desde as suas origens até aos modelos atuais”, refere a marca em comunicado.

Ler mais 23 Setembro 2021
Atualidade